X
Assinatura de Newsletter
Minhas Compras
Você incluiu um curso ao carrinho. O que deseja fazer agora?
Trocar de Curso! Fechar Compra!

DESAFIOS PARA REALIZAçãO DE UM ACLS

O ACLS- é a sigla que traduzida do inglês significa suporte avançado de vida em cardiologia e se trata do protocolo de procedimentos capazes de salvar vidas, quando bem executados.

Desafios para realização de um ACLS

Como se trata basicamente de técnicas com propósito de ressuscitação, as medidas de ACLS podem ser consideradas como as de maior importância dentro do atendimento emergencial. Afinal, qualquer outro tipo de conduta prestada em socorro ao paciente deve vir depois das técnicas de ACLS, mas não basta apenas fazer com que o seu paciente volte a vida.

É importante garantir que ele retorne bem e sem sequelas, o que implica que a agilidade e perícia na execução das técnicas podem ser os diferencias entre uma recuperação difícil e um melhor prognostico.

Reconhecer a parada.

Identificar um paciente em parada é somente o primeiro de uma lista de desafios do profissional em saúde.

Isso porque, diante da ocorrência de chamadas, como acontece na rotina dos socorristas, é importante entender que quem realiza o chamado de emergência nem sempre está a par da situação completa. E assim, ao chegar ao local do atendimento, é interessante que o profissional antes se certifique de que de fato o paciente está em parada.

A primeira forma de fazer isso é fazendo o Glasgow para entender os níveis de consciência. Atenção para as situações em que os pacientes podem apresentar pulso, mas trazem dificuldade respiratória ou mesmo a ausência de respiração.

O coração humano é incapaz de atuar sem oxigenação e assim, esses casos representam uma parada quase inevitável. Fique atento.

Realize a ACLS com segurança

É muito importante verificar a segurança do local. Afinal, muitas vezes na ânsia de ajudar, o profissional de saúde se expõe a riscos à sua própria saúde. Por isso, antes de se aproximar ou tocar no paciente em parada, principalmente em locais alheios ao ambiente hospitalar, verifique a segurança do local.

Observe se há riscos elétricos ou biológicos, e avalie se é seguro chegar até o paciente.

A demora e as sequelas.

Quando se fala em ACLS as lesões secundárias são um risco real e cada segundo perdido representa o agravamento do quadro.

Alterações neurológicas são apenas um dos muitos exemplos das sequelas da demora no socorro. Por isso, para sanar esse problema é preciso primeiramente identificar um paciente em parada o quanto antes. Para isso:

         Peça o desfibrilador enquanto realiza a avaliação.

         Teste a responsividade do paciente.

         Cheque a pulsação através dos pontos centrais.

         Verifique os movimentos respiratórios.

Ao avaliar o paciente do ponto de vista respiratório e circulatório as diretrizes para a ACLS pedem que essa ação seja realizada simultaneamente, ou seja, é importante olhar a respiração e o pulso ao mesmo tempo, evitando a perda de segundos preciosos.  Afinal, pode haver algum tipo de entupimento das vias aéreas, e dessa forma, o socorro pode ser mais simples e rápido.

Peça ajuda.

Você sabia que, de acordo com estudos, a partir de 2 min de massagem o procedimento começa a perder a sua efetividade?

Pois é, isso acontece porque se trata de um trabalho difícil, que exige força e sendo assim, o profissional engajado na tarefa quase sempre se cansa antes de obter o resultado positivo do seu esforço.

Por isso não tenha receio de pedir ajuda caso perceba essa necessidade. Revesar com um parceiro de trabalho pode ser a melhor maneira de salvar uma vida e isso também vale em situações como a de ventilação, por exemplo, onde pode ser interessante obter ajuda para realização da vedação da bolsa de ventilação.

Costela quebrada na massagem?

Como vimos, a massagem exige constância e força. Pode parecer simples, mas na prática, este trabalho demanda muita energia e também ritmo. Por isso, ao invés de usar a força dos braços, lembre-se de que a sua estrutura pélvica dispõe de muito mais potência física e sendo assim, mantenha os braços esticados, e use a pélvis para garantir que a sua massagem alcance a profundidade recomendada.

Em algumas situações, pode até parecer que houve uma fratura na região das costelas do paciente ao longo da massagem, mas não se preocupe. É mais provável que tenha ocorrido um tipo comum de luxação, chamada costocondral que dá a impressão de um tórax mais macio. Não desista da massagem por causa disso. Esta lesão é reversível e costuma apresentar uma recuperação bastante tranquila. O melhor é garantir que o seu paciente esteja vivo.

ACLS: Atualizar para melhorar

Fique sempre atento as mudanças que acontecem nas recomendações para a ACLS.

O documento diretriz, publicado pela American Heart Association, recebe atualizações a cada cinco anos, justamente para apresentar técnicas mais modernas e úteis, levando em conta os dados e estatísticas atualizados para conseguir elaborar um apanhado de regras que vão lapidando o método ao longo do tempo, de modo a garantir que ele possa se tornar cada vez mais eficaz.

A última atualização aconteceu no final de 2015, então pode-se considerar que as técnicas vigentes estão ainda entre as mais atuais e assertivas, mas fique atento as novidades que podem surgir com o tempo e caso precise esclarecer dúvidas ou queira receber essas novidades o quanto antes, siga a nossa plataforma.


Deixe seu comentário